Home     Semen     Angus     Links     Contatos
 
 
 
 
 
Aberdeen Angus
 
Aberdeen Angus é uma raça de bovinos, destinada à produção de carne de qualidade superior. Tem as suas origens no Nordeste da Escócia, onde o seu aperfeiçoamento começou há cerca de 200 anos.
 
Hoje em dia, a raça existe em quase todo o mundo , nos quais se destacam: Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos da América, Europa e Nova Zelândia.
 
A raça Aberdeen Angus destaca-se das outras raças bovinas por reunir um grande número de características positivas que asseguram um excelente resultado económico. Existem dois tipos de pelagem, de cor preta(Black Angus) e de cor vermelha (Red Angus).
 
Através da sua fertilidade, a raça Angus proporciona aos seus criadores um elevado rendimento, tanto no número de bezerros nascidos quanto pela quantidade de quilos obtidos por hectare.
 
Segundo a Associação de Criadores de Angus do Brasil, em comparação com outras raças, o Angus tem demonstrado que nas mesmas condições alimentares, atinge mais cedo a puberdade e o peso ao abate.
 
A rusticidade é facilmente identificada pelo número de animais (espalhados pelas diferentes regiões climáticas do mundo) conseguindo manter as suas qualidades inalteradas. É também conhecida pelo fácil maneio e pela característica de ser mocho.
 
A facilidade de parto gera um bezerro de porte médio, o ventre da vaca tem um desgaste reduzido na parição o que abrevia o seu restabelecimento pós-parto, diminuindo o intervalo entre partos.
 
O Angus não tem chifres e é de tamanho médio (fêmea adulta: 125-140 cm / macho adulto: 135-150 cm). A sua pelagem apresenta-se curta e de cor preta ou vermelha. O peso varia entre 550 a 750 kg de uma fêmea adulta e 900 a 1200 kg de um macho, sendo o peso ao nascimento de aproximadamente 35 Kg. As vacas atingem a idade de reprodução com cerca de 15 meses. Os bezerros chegam ao estado de abate com peso entre 350 e 450 kg com por volta de um ano.
 
A qualidade da carne é um dos atributos excepcionais da raça Angus, garantindo-lhe uma posição de liderança, evidenciada através da opinião de autoridades do sector.  A perfeita e uniforme distribuição de gordura no tecido muscular confere-lhe o aspecto marmoreado, elevada maciez e sabor singular.
 
Existe uma procura por animais que possuam na sua genética características de interesse comercial, tais como a precocidade sexual, acabamento de carcaça, maciez e marmoreado da carne. Pois são cada vez mais os atributos indispensáveis para a indústria de processamento de carne. Um mercado que mais exigente e que procura qualidade nos produtos.
 
Neste cenário o cruzamento industrial surge no horizonte como opção do criador que quer produzir com rigor e volume suficiente para responder à procura crescente por proteína animal, em todo o mundo.
A raça Angus é a única que consegue preencher todos os pré-requisitos exigidos pelo consumidor, pelas suas características genéticas insuperáveis que reúne a precocidade sexual e o acabamento de carcaça, fertilidade, habilidade materna e a adaptabilidade aos diferentes desafios que lhe são impostos pelo ambiente onde está inserida.
 
Os cruzamentos industriais estão cada vez mais difundidos na produção animal. A raça Aberdeen Angus tem participado destes cruzamentos porque imprime nos seus descendentes maior fertilidade, rusticidade e velocidade no ganho de peso, sem esquecer as características da carne e da docilidade do animal. É utilizada principalmente em primíparas de raças leiteiras devido à elevada facilidade no parto, o que assegura o início de lactação sem problemas sanitários ou de facilidade ao mesmo tempo que cria um produto direccionado para o sector da carne.